Subscribe Twitter Facebook

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Azzzzzzzzurra

Gol de Pellè foi a única coisa positiva no jogo de hoje
Nada melhor que um joguinho segunda à noite. Ou não. Para os comandados de Conte, um verdadeiro sacrifício. Como se estivesse sob efeitos de uma droga entorpecente, ao som de Pink Floyd, a Itália esteve imersa em verdadeiro torpor. O time se limitou a controlar o jogo com a posse de bola e explorar sua eficiente bola aérea, com bons cruzadores e exímios cabeceadores.

A exemplo da partida contra o Azerbaijão, onde ainda teve alguns momentos de bom futebol, o gol saiu pelo alto e assim também quase todas as chances claras de gol. Em 90 minutos, os azzurri tiveram 76% da posse de bola, com 646 passes curtos e 31 cruzamentos, finalizando 19 vezes, mas apenas cinco ao gol maltês e outras três na trave. Pouco considerando o adversário e a qualidade individual e coletiva da Nazionale.

Ainda assim, a Conte conquistou sua quarta vitória em quatro jogos no comando da Squadra Azzurra. Como destacou o treinador, com sete gols marcados e um sofrido, sem jamais passar grande apuro. Mas também como ele mesmo disse, "faltou fazer mais na fase de construção", apesar dos chutes na trave e algum cansaço.

De qualquer forma, minutos importantes para Verratti, Pasqual e Pellè, protagonistas, e também Darmian e Marchisio, hoje homens de confiança do novo treinador. Também para Giovinco, que entrou no segundo tempo e incomodou com dribles e chutes, um deles na trave.

Daqui a um mês, enfim um teste de maior nível em partida valendo algo para os azzurri, contra a líder do grupo, a Croácia, em Milão. Na sequência, amistoso contra a Albânia, em Parma. Numa época decisiva para a temporada dos clubes, o time de Conte terá de mostrar mais, com maior consistência do futebol que apresentou em poucos minutos contra Holanda, Noruega e Azerbaijão. 

Ficha técnica: Malta 0-1 Itália

Malta: Hogg; Z. Muscat, Agius, Camilleri; Mintoff (Baldacchino), Briffa, R. Muscat, Fenech, Failla (Bezzina); Schembri (Cohen); Mifsud. T: Pietro Ghedin

Itália: Buffon; Darmian, Bonucci, Chiellini; Candreva, Florenzi (Aquilani 58'), Verratti, Marchisio, Pasqual; Immobile (Giovinco 64'), Pellè (Ogbonna (75'). T: Antonio Conte

Local: Estádio Nacional Ta' Qali (Malta)
Árbitro: Ovidiu Hategan (ROM)
Expulsões: Mifsud 26', Bonucci 72'
Gol: Pellè 22'

1 Comentário:

Palhoça disse...

Sou fanzaço do blog! Continuem assim!

Postar um comentário