Subscribe Twitter Facebook

quarta-feira, 17 de junho de 2015

As 15 revelações da Serie A 2014-15

Nesta quarta, a Europa se movimenta: a Euro sub-21 começa hoje, com participação de oito seleções, incluindo a da Itália. Com uma convocação fortíssima, os azzurrini encararão um grupo complicado, mas partem como um dos favoritos a levar o título do torneio. Pudera: é uma seleção experiente, com jogadores que já disputaram muitos minutos na Serie A. Reflexo de uma mudança de paradigma dos últimos anos, nos quais o Campeonato Italiano, empobrecido, precisou apostar mais na formação e em jovens talentos para tentar diminuir a diferença para outras ligas.

Nos últimos anos, falamos de muitos jogadores sub-23 que explodiram como titulares de clubes pequenos e grandes da Itália – veja aqui e aqui. Não só jogadores italianos, mas também estrangeiros. Muitos se tornaram realidade e nem podem mais ser considerados revelações – fizemos até uma seleção dos melhores sub-23 da temporada, com menções honrosas. Nesta lista, separamos aqueles que pela primeira vez se destacaram na Serie A. Veja a nossa lista e deixe sua opinião nos comentários.

Marco Sportiello


Idade: 23 anos (10 de maio de 1992)
Posição: goleiro
Clube: Atalanta

No início da temporada, quando acabara de completar 22 anos, finalmente Sportiello recebeu a chance que precisava para se afirmar. Já titular em três partidas no ano passado, o jovem goleiro assumiu o posto de Andrea Consigli e foi ainda superior ao ex-companheiro, vendido ao Sassuolo. Na verdade, foi o goleiro que mais fez defesas no campeonato, com 138, bem à frente de Orestis Karnezis (Udinese, 127), Mattia Perin (Genoa, 109), Antonio Mirante (Parma, 108) e todos os outros. Sendo um goleiro de equipe menor, fez bom proveito disso para mostrar serviço, sendo exigido constantemente a cada jogo. O lombardo, apesar de estar na sombra de Francesco Bardi (de posse da Inter e reserva do Chievo), foi convocado para o Campeonato Europeu sub-21 [nota: na Europa, se considera o início do ciclo, dois anos antes, para os times sub-21. Dessa forma, jogadores de até 23 anos ainda podem atuar pelas seleções].

Davide Zappacosta

Idade: 23 anos (11 de junho de 1992)
Posição: lateral direito
Clube: Atalanta

Outro atalantino que só foi receber sua chance real aos 22 anos – completou 23 neste mês. Depois de bons anos pelo Avellino e ótima Serie B em 2013-14, Zappacosta teve sua co-propriedade renovada na pré-temporada, e deve ser comprado em definitivo nesta janela. O lateral voltou para Bérgamo para ser titular, o que ocorreu em 27 partidas, nas quais ainda contribuiu com três gols e uma assistência. Lateral-direito de bom ritmo, também está na seleção sub-21 e disputa a posição com Stefano Sabelli (Bari), apesar de ter sido titular nos últimos jogos.

Luka Krajnc


Idade: 20 anos (19 de setembro de 1994)
Posição: zagueiro
Clube: Cesena

Talento esloveno do Maribor, Krajnc foi comprado pelo Genoa em 2011 e até 2012 jogou no time Primavera, estreando na Serie A na temporada 2012-13 e jogando outras duas vezes. Pouco para avaliar o zagueiro, muito forte no jogo aéreo. No ano seguinte, acabou emprestado ao Cesena e ganhou a posição aos poucos no decorrer da Serie B. Comprado em definitivo, foi titular em 20 jogos na Serie A, o bastante para chamar atenção de clubes maiores e receber sua primeira convocação para a seleção principal eslovena, em março.

Daniele Rugani


Idade: 20 anos (29 de julho de 1994)
Posição: zagueiro
Clube: Empoli

Quem o viu em campo e não o conhecia talvez tenha pensado que tivesse seus 30 e poucos anos. Mas não, tem apenas 20 anos mesmo. Um jovem veterano, fazendo sua estreia na Serie A, apenas no seu segundo ano como profissional e por um clube provinciano e sem grandes expectativas no campeonato. Nada disso importou a Rugani, o zagueiro mais calmo e preciso dos últimos anos. Ele não precisa fazer faltas ou entrar mais duro para desarmar seu oponente ou parar um ataque. Jogou absolutamente todos os minutos do campeonato e não levou um cartão sequer - um recorde, aliás. Tudo isso também com ótimo desempenho na bola aérea e participação ofensiva. A Juventus, que não é boba, já garantiu sua contratação desde 2013.

Elseid Hysaj


Idade: 21 anos (20 de fevereiro de 1994)
Posição: lateral direito/esquerdo
Clube: Empoli

Um dos tantos jovens dos Bálcãs na Itália, o albanês Hysaj teve temporada espetacular na sua estreia na Serie A, comprovando os dois bons anos de Serie B. Ele, que chegou à Toscana ainda pequeno e foi criado nas categorias de base do Empoli, se tornou titular ainda aos 18 anos. Destro, joga nas duas laterais com competência, e apesar de sempre ter jogado na esquerda na segunda divisão, aproveitou a lesão do companheiro Vincent Laurini para voltar ao lugar que sempre gostou, na direita – abrindo espaço para o regular Mário Rui na canhota. Com personalidade e dinamismo, foi titular em 33 partidas e hoje é alvo de Lazio e Napoli. Desde 2014 é titular da seleção albanesa, na qual estreou um ano antes.

Achraf Lazaar

Idade: 23 anos (22 de janeiro de 1992)
Posição: lateral esquerdo
Clube: Palermo

Se dizem que os laterais esquerdos estão acabando, a Serie A desmente. E Lazaar é mais um dos canhotos que se destacaram em 2014-15, fazendo sólido ano pelo Palermo e desbancando a concorrência de um jovem um pouco mais maduro, o suíço Fabio Daprelà, e de outra promessa, o brasileiro Emerson, ex-Santos. O que não deixa de ser surpresa, já que Lazaar fora reserva na campanha do time siciliano na Serie B. Em 27 partidas como titular no campeonato, fez dois gols e três assistências, mostrando grande virtude nas bolas paradas, nos chutes de longa distância, cruzamentos e ultrapassagens com força e velocidade. Outro que, após a titularidade na Serie A, também ganhou espaço na seleção principal do seu país. No seu caso, Marrocos.

Danilo Cataldi


Idade: 20 anos (6 de agosto de 1994)
Posição: meio-campista
Clube: Lazio

Quase no meio da temporada, se temia que Cataldi não teria sua chance na Lazio. Cria da boa base laziale, Cataldi é um meio-campista completo: foi meia-atacante e ponta nos tempos de juvenil e teve ótima temporada como regista pelo Crotone na Serie B 2013-14. O romano só estreou na Serie A em 2015, e aproveitou muito bem a oportunidade, participando de 21 partidas e sendo, ainda, titular na reta final da campanha do vice-campeonato da Coppa Italia. Mostrando muita personalidade, foi o autor de cinco assistências na temporada e ainda capitaneou a Lazio em alguns momentos. Polivalente e dinâmico, mas também técnico, lembrou Claudio Marchisio a muitos que ainda não o conheciam. A ascensão rápida também lhe rendeu um posto na seleção sub-21 para o Europeu da categoria.

Lorenzo Crisetig


Idade: 22 anos (20 de janeiro de 1993)
Posição: meio-campista
Clube: Cagliari

Para quem acompanha o futebol de base da Itália e da Inter, Crisetig é quase um veterano. Um dos maiores talentos produzidos em Interello, o friulano, assim como Cataldi, que foi seu companheiro no Crotone, é um meio-campista completo, de força, mas muita técnica, preferindo jogar como regista. E assim jogou na maior parte do tempo em sua passagem pelo Cagliari, desbancando o veterano Daniele Conti, sob o comando dos técnicos Zdenek Zeman, Gianfranco Zola e Gianluca Festa. Emprestado por dois anos com direito de compra, não sabe se continuará na Sardenha para jogar a Serie B. Talvez mais um ano na primeira divisão sirva para chamar a atenção da Inter definitivamente, já que pelo clube de Milão ele nunca jogou no campeonato, apesar de, aos 16 anos, ter sido relacionado para várias partidas por José Mourinho. Na seleção sub-21, é figura carimbada: estreou aos 16, sendo o mais jovem a jogar pelos azzurrini, e também jogará o Europeu da categoria, sendo um "veterano" do elenco.

Godfred Donsah


Idade: 19 anos (7 de junho de 1996)
Posição: meio-campista
Clube: Cagliari

Cortejado por Juventus e Roma, Donsah é um dos tantos garotos africanos que chegaram na Itália clandestinamente em busca de uma vida melhor. Não são todos que conseguem – muitos nem mesmo chegam ao Belpaese –, mas o ganês conseguiu e, depois de passagens por Palermo e Verona e muita luta, tem feito uma bonita história. Destaque na pré-temporada com o Cagliari, chegou com moral ao ser comprado por 2 milhões de euros, a pedido de Zeman, que desenvolveu o seu futebol. Donsah é u meio-campista polivalente, muito dinâmico, mas também técnico, com dribles e chutes precisos. Nesta Serie A disputou 21 partidas, 13 como titular, com dois gols e uma assistência. Convocado pela primeira vez, foi titular da seleção sub-20 ganesa no Mundial da categoria, na qual ajudou a sua seleção em ótimo desempenho na fase de grupos, mas com queda nas oitavas para o surpreendente Mali.

Assane Gnoukouri


Idade: 18 anos (28 de novembro de 1996)
Posição: meio-campista
Clube: Inter

Que tal fazer sua estreia na Serie A em um Derby della Madonnina? Ou então uma semana depois voltar a um San Siro cheio e enfrentar Francesco Totti, Daniele De Rossi e companhia? Foi o que aconteceu com o garoto Gnoukouri, de apenas 18 anos, que debutou pela Inter nesta temporada. Recém-chegado em Interello, junto com seu irmão nascido em 2000, o meio-campista marfinense conquistou rápido espaço no time Primavera e foi titular na equipe que conquistou a Copa Viareggio em fevereiro. Dois meses depois, foi alçado ao time principal por conta de jogadores indisponíveis da Inter, e entrou na fogueira, jogando os dois clássicos como titular. Destaque nos dois jogos, com grande personalidade, força física e bom toque de bola, ele teve seu contrato renovado até junho de 2020. Resta saber se será aproveitado por Roberto Mancini, já que mostrou ter qualidade e personalidade, ou se acabará emprestado para jogar mais minutos.

José Mauri


Idade: 19 anos (16 de maio de 1996)
Posição: meio-campista
Clube: Parma

Nem tudo foi um desastre em 2014-15 pelas bandas do Ennio Tardini. Um ítalo-argentino de apenas 18 anos (completou 19 em maio), surgiu com muita personalidade e qualidade no meio-campo do time de Roberto Donadoni. Baixinho, mas dinâmico e forte, Mauri também tem bons movimentos sem a bola, técnica e polivalência. Presente em 33 partidas, com dois gols (sendo um o gol da vitória sobre a Juventus) e duas assistências, foi titular 29 vezes e agora é cortejado por clubes como Milan e Wolfsburg, além de também gerar a velha discussão: seleção italiana ou argentina? O meio-campista já defendeu a Itália sub-17 em 2012, mas não foi mais convocado desde então. Sorte de quem o convocar primeiro, se continuar evoluindo com tanta rapidez e qualidade.

Andrea Belotti


Idade: 21 anos (20 de dezembro de 1993)
Posição: atacante
Clube: Palermo

Titular da seleção sub-21 italiana, e uma das tantas esperanças de gols do time de Luigi Di Biagio no Europeu da categoria, Belotti não é mais exatamente um garoto, porém fez sua estreia na Serie A em 2014-15 e, mesmo reserva, deixou boas impressões. Atacante de ritmo, forte, veloz, de bons desmarques, é um candidato a futuro bomber à Pippo Inzaghi, e alguns de seus gols no campeonato dão essa impressão. Presente nas 38 rodadas, foi titular em apenas nove delas. Mesmo assim,  marcou seis gols e deu duas assistências, auxiliando a dupla formada por Franco Vázquez e Paulo Dybala em momentos apertados. Em transações que movimentaram seis milhões de euros, entre empréstimo, co-propriedade e resolução de co-propriedade junto ao AlbinoLeffe, onde cresceu, deve ganhar o posto de titular pelo Palermo no próximo ano e quem sabe chegar nos dois dígitos de gols, como fizera em 2013-14 na Serie B.

Federico Bonazzoli


Idade: 18 anos (21 de maio de 1997)
Posição: atacante
Clube: Inter

Outro produto de Interello, Bonazzoli talvez seja o maior talento já produzido nas terras da Lombardia desde Mario Balotelli. Um fenômeno no futebol de base italiano, foi artilheiro e melhor jogador na Copa Viareggio, mas já desde 16 anos é titular do time Primavera da Inter, pelo qual tem 27 gols em 35 partidas. Agregado ao time principal em 2014-15, jogou menos vezes com o sub-19 e mesmo assim teve ótima marca: 14 gols em 12 partidas. Com Walter Mazzarri e Roberto Mancini, participou mais nos treinos, mostrando personalidade, mas tendo apenas 217 minutos entre Serie A, Liga Europa e Coppa Italia, sem marcar gols. Vendido à Sampdoria por 4,5 milhões de euros e direito de recompra por 9 (se exercido até 2018), a tendência é que brigue por um lugar e se desenvolva em Gênova para, posteriormente, voltar a Milão. Como seu negócio é gols, vamos à eles: com as seleções de base, da sub-15 à sub-21, são 40 partidas e 18 gols. Pela sub-21, aliás, o atacante superou Crisetig como o mais jovem a estrear com a camisa azul, em 2014.

Kingsley Coman


Idade: 19 anos (13 de junho de 1996)
Posição: atacante
Clube: Juventus

Depois de Paul Pogba, a Juventus foi buscar outro talento francês, dessa vez do Paris Saint-Germain, e novamente sem custos na transferência. Meia-atacante muito veloz e habilidoso, Coman também tem ótimo pé para passes decisivos e chutes de longa distância, além de trabalho de equipe e versatilidade. Coisas que serviram bem em seu primeiro ano de Itália, no qual jogou 20 partidas e 650 minutos, o bastante para mostrar suas qualidades para o Belpaese. Se seguir o que dele se espera, sem dúvidas um talento ainda a ser explorado, será protagonista em Turim. O garoto de 19 anos também tem espaço nas seleções de base, e passou por todas desde a sub-16. Atualmente é titular da sub-21.

Daniele Verde


Idade: 18 anos (20 de junho de 1996)
Posição: atacante
Clube: Roma

Napolitano de nascimento, romano de crescimento. Verde é jogador da Roma há cinco anos, escolhido a dedo por Bruno Conti, que jogou na mesma posição que ele. Hoje um ponta de velocidade e drible, lembra muito o diretor do setor juvenil nos seus tempos de camisa 7 giallorrosso e azzurro. Verde, no entanto, começou a carreira como lateral, e somente foi "corrigido" por Vincenzo Montella, quando atuava na categoria Giovanissimi, o sub-15 italiano. Destaque no time Primavera com 14 gols em 23 jogos, ganhou espaço com Rudi Garcia nos primeiros meses de 2015, em turbulento momento da temporada romanista, porém teve grande personalidade e chamou atenção na sua estreia como titular, contra o Cagliari, jogando os 90 minutos e fornecendo os dois passes para os gols da vitória na Sardenha. Outro talento que despontou em 2014-15, deve ser emprestado para ganhar minutos e receber sua primeira convocação pra sub-21 - atualmente é titular da sub-19.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário