Subscribe Twitter Facebook

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

1ª rodada: Queda histórica

Cena rara: Juventus cai na Serie A e faz história de forma negativa na estreia da temporada (Getty)
A Serie A 2015-16 começou e com ela trazemos um novo modelo de resumo da rodada, mais objetivo, dinâmico e melhor para consultar informações sem perder o modelo de cobertura do Quattro Tratti. Teve mudança também no campeonato, que começou com um fato histórico: a Juventus nunca tinha estreado em casa na Serie A com derrota e sucumbiu frente à Udinese, que brigará para não cair nesta temporada. A primeira rodada foi um bom tira-gosto e mostrou que o campeonato deverá ser bastante acirrado. Acompanhe a análise dos jogos.

*Entre parênteses, após o autor do gol, o responsável pela assistência, se houver

Juventus 0-1 Udinese
Théréau (Kone)

Tops: Pereyra (J) e Kone (U) | Flops: Pogba (J) e Di Natale (U)

Para a infelicidade dos juventinos, o dia 23 de agosto foi histórico. Os tabus quebrados com a derrota da Juve e as estatísticas relacionadas não trazem bons auspícios para os bianconeri – para os supersticiosos, pelo menos. Pela primeira vez na história, a Velha Senhora estreou com derrota em casa na Serie A. Além disso, foi apenas a sétima estreia com derrota da equipe em 84 anos. A última derrota no primeiro jogo do campeonato foi na última temporada da draga pós-Calciopoli, em 2010, frente ao Bari. Para completar, só um time foi campeão da Serie A após perder na estreia. Foi o Torino, em duas ocasiões – 1943 e 1976. A Juve se juntará ao rival? Ainda é a favorita ao título, é claro, e com o reforço de Cuadrado fica fortalecida.

Em campo, porém, a Juventus não foi bem – a derrota não foi por acaso. Pereyra até tentou, e Mandzukic fazia trabalho inteligente como pivô, mas o restante do time jogava em uma rotação abaixo do comum. Pogba, em seu segundo jogo oficial como craque absoluto do time, não correspondeu. Errou muito – às vezes bizarramente, em cobranças de falta e escanteio –, demonstrou nervosismo e pouca lucidez. Ficou claro que o time se ressentiu de automatismo, das jogadas que saíam pelo entrosamento entre as peças. Algo que já se esperava, pelas importantes saídas de Vidal, Tévez e Pirlo – este último fez falta também em bolas paradas, obviamente.

O desafio de Allegri é montar um time mais competitivo e com rapidez. Na semana que vem, a Juve visita a Roma, no Olímpico, e entrará em campo com um horizonte estranho em relação às quatro últimas temporadas e à própria história do clube: zero pontos em seis disputados. Não há dúvida que os jogadores darão a vida em campo. Os da Udinese não chegaram a tanto no domingo, mas conseguiram um feito e tanto, apesar da má partida do capitão Di Natale: só Inter, Sampdoria, Bayern Munique e Fiorentina tinham vencido no Juventus Stadium, e a Udinese fez isso tirando uma invencibilidade de 40 jogos da Velha senhora em casa no Italiano. Determinada, a Udinese já pegou o espírito do técnico Colantuono e saiu na frente na briga contra o rebaixamento.

Inter 1-0 Atalanta
Jovetic (Miranda)

Tops: Jovetic (I) e De Roon (A) | Flops: Icardi (I) e Carmona (A)

Inter nova, futebol antigo, mas resultado diferente do que vinha acontecendo. Com muitos reforços em campo, a equipe de Milão dominou na posse de bola, sofreu menos do que o normal na defesa, mas teve dificuldade de ultrapassar o catenaccio proposto por Reja, da Atalanta. Só conseguiu nos acréscimos do segundo tempo, e precisou de uma magia de Jovetic – que substituiu o lesionado Icardi – para confirmar a vitória e estrear de forma positiva.

Positiva no resultado, é claro – que é o que mais importa neste momento em que as equipes ainda não estão realmente prontas para a temporada. O futebol foi preocupante: esteve em campo uma equipe sem criatividade, sem ultrapassagens dos laterais, e que praticava muitos passes infrutíferos e futebol pouco empolgante. Tudo como no ano passado, mas com final diferente: desta vez a Inter arrancou uma vitória do tipo que não conseguia nas últimas duas campanhas. Será que a sorte mudou?

A festa do novo camisa 10 da Inter após seu primeiro gol em Milão (Eurosport)
Fiorentina 2-0 Milan
Alonso, Ilicic (pênalti)

Tops: Ilicic (F) e Diego López (M) | Flops: Gilberto (F) e Rodrigo Ely (M)

Show da Fiorentina para cima de um Milan que sofreu com sua defesa no primeiro jogo da temporada italiana. No primeiro tempo, o gaúcho Rodrigo Ely coroou sua má estreia na elite com uma expulsão boba. Para piorar, na cobrança de falta, Alonso marcou um golaço e abriu o placar para a Viola, que já era melhor em campo.

Bastante modificada em relação ao ano anterior, a Fiorentina contou com uma boa partida do reforço Kalinic, mas foram as caras antigas que decidiram o jogo. Após pênalti ingênuo de Romagnoli – que herdou a 13 de Nesta, seu ídolo –, Ilicic guardou e deu a vitória para o time de Paulo Sousa. Apesar das desconfianças, o português começa bem o trabalho em Florença. Para Mihajlovic, muito o que trabalhar na defesa. E também no ataque. Com ou sem o retorno de Balotelli, só as próximas horas dirão.

Cucchiaio

Esta nova sessão no blog resume as partidas de maneira mais objetiva, com notas curtas. Uma colherada de informações!

Verona 1-1 Roma
Jankovic (Hallfredsson) / Florenzi

Tops: Hallfredsson (V) e Florenzi (R) | Flops: Sala (V) e Salah (R)

O Verona começou bem 2015-16 e por pouco não saiu vitorioso contra uma Roma irregular. Inconstante como o goleiro Rafael, que falhou no empate de Florenzi e depois segurou o resultado, fazendo boas defesas na investida romana. No duelo mais interessante do jogo, Hallfredsson colocou Salah no bolso e ainda criou chances para os butei. Vale destacar a volta de Castán aos gramados, após cirurgia no cérebro, e as estreias de Dzeko e Pazzini.

Lazio 2-1 Bologna
Biglia (Keita), Kishna / Mancosu (Brienza)

Tops: Kishna (L) e Brienza (B) | Flops: Radu (L) e Ferrari (B)

Boa estreia da Lazio na temporada. Felipe Anderson ficou no banco, mas o seu substituto, o holandês Kishna, foi um dos destaques da partida, resolvida ainda no primeiro tempo. A notícia ruim foi a lesão do capitão Biglia, que fica um mês de molho. O Bologna tem o alento de ter melhorado no segundo tempo, com Pulgar e Destro, que devem ser titulares da equipe.

Sassuolo 2-1 Napoli
Floro Flores (Berardi), Sansone / Hamsík

Tops: Sansone (S) e Reina (N) | Flop: Insigne (N)

O campeonato parecia começar bem para o Napoli. Com pouco tempo de bola rolando, Hamsík abriu o placar, mas depois os azzurri erraram demais, e mostraram ao mesmo tempo pouca vontade e irritação. Com bom jogo dos atacantes e criação de chances pelos flancos, o Sassuolo mereceu a virada.

Sampdoria 5-2 Carpi
Éder (pênalti), Muriel (Éder), Muriel (Cassani), Éder, Fernando / Lazzari (Gabriel Silva), Ryder Matos

Tops: Muriel (S) e Ryder (C) | Flops: Coda (S) e Brkic (C)

Batismo de fogo para o Carpi na Serie A. A equipe estreou levando uma sapatada da Sampdoria, uma das maiores incógnitas deste campeonato – levou cinco ainda no primeiro tempo. Funcionou bem a dupla Muriel-Éder; e vale destacar os golaços e primeiros tentos dos brasileiros Fernando e Ryder no campeonato. Cassano reestreou com a camisa doriana.

Palermo 1-0 Genoa
El Kaoutari

Tops: Sorrentino (P) e Ntcham (G) | Flops: Chochev (P) e Lazovic (G)

Em um dos jogos mais equilibrados da rodada, o Palermo conquistou a vitória apenas nos acréscimos, em lance fortuito e bate-rebate. No geral, o Genoa de Gasperini foi melhor e obrigou o goleiro Sorrentino a segurar o resultado na Sicília.

Frosinone 1-2 Torino
Soddimo (Paganini) / Quagliarella (Avelar), Baselli

Tops: Soddimo (F) e Baselli (T) | Flops: Gucher (F) e Moretti (T)

Apesar da derrota, o Frosinone estreou bem na Serie A. No primeiro jogo de sua história, abriu o placar com Soddimo, mas viu o Torino e seu bom elenco mostrarem força e virarem a partida. Vale ressaltar a participação de Danilo Avelar e Baselli, reforços do mercado, nos gols do jogo.

Empoli 1-3 Chievo
Saponara (Croce) / Meggiorini (Birsa), Birsa, Paloschi (Meggiorini)

Tops: Croce (E) e Meggiorini (C) | Flops: Ronaldo (E) e M'Poku (C)

Um Empoli repleto de desconhecidos dependeu demais de Croce e Saponara contra um adversário na briga contra o rebaixamento. Claro, sucumbiu. O Chievo deu uma amostra que vem mais ofensivo para esta temporada e marcou logo três gols na estreia.

Confira estatísticas, escalações, artilharia, além da classificação do campeonato, aqui.

Seleção da rodada
Sorrentino (Palermo); Baselli (Torino), Cannavaro (Sassuolo), Murillo (Inter), Cassani (Sampdoria); Candreva (Lazio), Hallfredsson (Verona), Ilicic (Fiorentina); Jovetic (Inter); Muriel (Sampdoria), Meggiorini (Chievo). Técnico: Eusebio Di Francesco (Sassuolo).

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário