Subscribe Twitter Facebook

terça-feira, 27 de setembro de 2016

40 fatos sobre Totti em seu aniversário de 40 anos

Em 40 anos de vida, 27 deles dedicados à Roma, Totti construiu história inigualável (Getty)
Por Braitner Moreira e Mateus Ribeirete

27 de setembro de 2016: o oitavo (ou nono, se considerarmos Paulo Roberto Falcão) Rei de Roma completa 40 anos. Homenageado por grandes figuras do futebol mundial e do showbiz, Francesco Totti construiu uma história invejável, a qual continua escrevendo, dia após dia. Neste momento de festejos, é hora de elencarmos 40 fatos sobre o craque romano.
  1. No último jogo antes de completar 40 anos, contra o Torino, Francesco Totti chegou a 250 gols no Campeonato Italiano. À frente dele, na história da competição, só há Silvio Piola, que marcou 274 vezes de 1929 a 1954, por Pro Vercelli, Novara, Juventus... e, ironicamente, Lazio.

  2. Apesar de tantos gols, Totti tem apenas um prêmio pessoal de artilheiro de alguma competição. O camisa 10 marcou 26 gols no Campeonato Italiano 2006-07 (seis a mais que Cristiano Lucarelli, do Livorno) e conquistou também a Chuteira de Ouro europeia. A Roma terminou a temporada como vice-campeã, atrás da Inter.

  3. O melhor amigo de Totti é Giancarlo Pantano, 39 anos, jogador aposentado que sequer chegou à Serie B. Eles se conheceram aos 2 anos e ainda se veem com frequência. Pantano atuou por times como Lodigiani, Pistoiese, Igea Virtus, Latina e Cisco Roma.

  4. O fato de Totti ter chegado a 2016 como maior bandeira da história da Roma se deve a uma decisão tomada em 1990. Naquele ano, aos 13, o jovem Francesco se recusou a ouvir as propostas da Lazio e do Milan.

  5. Totti não estava sozinho quando deu seus primeiros passos na Roma. A mãe, Fiorella, o levava aos treinamentos em Trigoria e aguardava até que o pequeno saísse das atividades. Sol, chuva, frio? Lá estava mamma Fiorella dentro do carro, preparando resumos das disciplinas que Francesco deveria estudar ao chegar em casa. Hoje, ela tem um lugar fixo no Estádo Olímpico.

  6. Depois do título italiano da temporada 2000-01, o último scudetto da Roma, Totti ganhou um painel na região de Monti, na Cidade Eterna. Uma década depois, torcedores da Lazio picharam a figura e escreveram: “Roma è morta”. Uma força-tarefa de torcedores restaurou a pintura, atacada novamente no ano seguinte e, mais uma vez, consertada por voluntários.

  7. Totti já virou personagem de gibis: o Papertotti, pato da Disney que joga futebol e celebra os gols chupando o dedo. Sua primeira aparição se deu em “Papertotti e o segredo do cucchiaio”, homenagem ao característico chute por cobertura com que o jogador se notabilizou.

  8. Tem um gladiador tatuado no braço direito. Naturalmente, também já foi homenageado em tatuagens alheias.

  9. Dérbi: Totti já fez 11 gols na Lazio, todos na Serie A. Esse número o consolida como maior artilheiro do clássico romano. Também é quem mais disputou a partida, com 41 encontros.

  10. O casamento entre Francesco Totti e Ilary Blasi, em junho de 2005, foi transmitido ao vivo pela Sky, que pagou 30 mil euros pelos direitos do evento, acompanhado nacionalmente por mais de 1 milhão de espectadores. O dinheiro foi doado para a beneficência.

    Ainda jovem, Totti já era camisa 10 e capitão da Roma (The Sun)
  11. Por sinal, Ilary Blasi é torcedora da Lazio e nunca escondeu isso, mas depois do casamento começou a dizer que não costumava acompanhar futebol. Das tantas tatuagens da modelo/apresentadora, uma é dedicada a Totti: o F, de Francesco, no antebraço esquerdo.

  12. A estreia na seleção italiana veio aos 22 anos, nas Eliminatórias da Eurocopa de 2000, contra a Suíça, em Údine. Aos 25 minutos, o técnico Dino Zoff colocou Totti, com a camisa 17, no lugar de Alessandro Del Piero, que marcou os dois gols da vitória italiana. O primeiro gol só sairia um ano e meio depois, diante de Portugal.

  13. O maior herói de Totti no futebol é Giuseppe Giannini, il Principe, capitão da Roma de 1987 a 1992. No quarto da casa em que vivia, em Porta Metronia, Francesco tinha um pôster do ex-camisa 10 e vários recortes de jornal das grandes partidas do ídolo.

  14. Totti disputou sua primeira Champions League somente em 2001/02, ou seja, já próximo de completar 26 anos. Antes disso, limitava-se à Copa Uefa. Esse fato simboliza a dificuldade de defender, ao mesmo tempo, Roma e ambições profissionais máximas.

  15. Na Euro 2004, cuspiu em Poulsen. Já pisou em Ramelow e chutou Balotelli. Também empurrou o colega e amigo Vito Scala ao ser expulso de campo. Aos quarenta anos, não arruma mais encrencas.

  16. Quando o treinador Vujadin Boskov chamou Francesco Totti para que ele estreasse, contra o Brescia, em 28 de março de 1993, o jovem romano nem acreditou. “Quando ele disse ‘se aqueça’, pensei que estava chamando (Roberto) Muzzi, sentado ao meu lado”, contaria Totti, anos depois. Ele entrou no lugar de Ruggiero Rizzitelli.

  17. Naquele jogo contra o Brescia, Totti usou a camisa 16. No dia do primeiro gol pelo Campeonato Italiano, vestia a 9. Pela Roma, também jogou com a 20 e a 17 até tomar para si a 10. A estreia com o número mais importante do futebol se deu em 30 de outubro de 1994, contra o Parma, fora de casa. O time da capital perderia por 1 a 0, castigada pelo gol de outro 10: Gianfranco Zola.

  18. O goleiro mais vazado por Totti é Gianluigi Buffon, amigo pessoal e ex-companheiro de seleção italiana. São 11 gols na conta do camisa 10 da Roma, sendo o mais importante deles o de 17 de junho de 2001, na vitória por 3 x 1 diante do Parma, que valeu o scudetto. O francês Sébastien Frey (ex-Inter, Verona, Parma, Fiorentina e Genoa) sofreu 10.

  19. Francesco Totti é o único jogador remanescente do Fifa 96. Desde então, o capitão da Roma esteve em todas as edições da história do game.

  20. Coleciona oito vice-campeonatos da Serie A, além de cinco da Coppa Italia e três da Supercoppa.

    Em toda sua carreira, o torcedor Totti entrou em ação: se esforçava
    em dobro quando atuava contra a Lazio (AP)
  21. Quando patrocinado pela Nike, participou de comerciais marcantes, como “Brasil x Portugal” e “Torneio Secreto” – esse último dirigido por ninguém menos que Terry Gilliam, do Monty Python. Curiosamente, uma segunda versão de “Brasil x Portugal” o substitui por van Nistelrooy, dado o fim de seu contrato com a marca.

  22. Tímido e com sotaque carregado, Totti carregou a fama de ignorante no início da carreira. Sua resposta bem-humorada foi o lançamento de um livro de piadas. Ele é o alvo de todas. Exemplo:

    Totti diz a um amigo: “Olha só, achei um livro interessantíssimo!”.
    O amigo: E qual o nome do livro?
    Totti: Como resolver 50% dos seus problemas.
    O amigo: E você comprou?
    Totti: Sim, comprei dois.

  23. Aldair cedeu a braçadeira de capitão da Roma a Francesco Totti em 1998. “Achei que ele estivesse pronto para essa responsabilidade e que a faixa só iria ajudá-lo a crescer mais. Foi só para encorajá-lo”, afirmou o brasileiro.

  24. “Não suportava Carlos Bianchi”. O técnico argentino tentou emprestar Totti à Sampdoria.

  25. Inaugurou uma escola de futebol, comandada por seu irmão Riccardo. A Totti Soccer School desenvolve projetos com crianças portadoras de deficiência.

  26. Já atuou em qualquer posição ofensiva, da meia-esquerda à função de falso nove. Hoje, costuma entrar em campo à Totti, isto é, flutuando como bem entende na construção de jogadas.

  27. Jogou a Copa do Mundo de 2006 no sacrifício, após lesão séria no tornozelo. Mesmo assim, fez um gol e conferiu quatro assistências. Na temporada seguinte, quando foi Chuteira de Ouro, ainda tinha um pino de metal na região.

  28. A Beginner’s Guide to Totti: proteção de bola; passes de primeira; visão; cucchiaio; 235 gols; pênaltis.

  29. O que toca no iPod de Francesco Totti? Ele mesmo contou, em 2012:

    1. Su di Noi (Pupo)

    2. Balliamo Sul Mondo (Ligabue)

    3. We Will Rock You (Queen)

    4. Vado Al Massimo (Vasco Rossi)

    5. The Best (Tina Turner)

    6. Goodbye Kiss (Kasabian)

    7. Sotto Bombardamento (Ligabue)

    8. Rolling in the Deep (Adele)

    9. The Final Countdown (Europe)

    10. Ragazzo Fortunato (Jovanotti)

  30. Em 2005, uma camisa de Totti ajudou a salvar a vida de Giuliana Sgrena, jornalista italiana que permaneceu um mês sequestrada em Bagdá. O capitão entrou em campo com os escritos “Liberate Giuliana” sobre o uniforme. Segundo a refém, torcedora da Juventus, um dos sequestradores era fã da Roma, viu a imagem pela TV e ficou desconcertado ao ver a mensagem emitida por seu ídolo. Apesar disso, Giuliana conta na biografia escrita por Tonino Cagnucci que nunca se encontrou com Totti.

    A grande beleza: essa história terá fim em breve (TMW)
  31. O gols mais bonitos da carreira? Certamente a lista precisa ter aquele contra a Inter de Milão, num lance em que Totti corre desde antes do o meio-campo, passa por três jogadores e encobre Julio Cesar. Não dá para esquecer a trivela de canhota diante da Sampdoria, lance em que a bola faz uma curva improvável, nem a bola de cobertura nos 5 x 1 contra a Lazio. Entre os gols mais antigos, outra trivela que parecia impossível, contra o Milan de Sebastiano Rossi.

  32. Além dos gols, Totti se consagrou com 128 assistências, 117 pela Roma - número que só não foi maior porque os alvos dos passes nesses tantos anos foram “desperdiçadores” como Nonda, Mido, Esposito, Destro e, agora, Dzeko. Seu maior companheiro de ataque foi Cassano, com quem jogava por telepatia. Totti praticamente adotou o rapaz de Bari quando ele chegou à capital, ainda jovem, e a relação sofreu desgastes nos anos seguintes, principalmente quando Cassano saiu para o Real Madrid.

  33. Algumas comemorações de gols marcados por Totti já foram eternizadas. A última grande delas, a selfie para comemorar um gol no dérbi contra a Lazio, foi emulada até em videogame. Empunhar a câmera oficial de transmissão para apontar para o público e “6 unica” (de novo contra a Lazio) completam o pódio.

  34. Os gols de Totti puderam ser vistos em 122 estádios: 47 italianos e 75 internacionais. Entre os times, as vítimas preferidas foram Parma (20 gols marcados), Udinese (16) e Sampdoria (15). Contra os outros grandes do futebol italiano, foram 12 contra a Inter, 11 sobre a Lazio e o Milan e 9 diante da Juventus.

  35. A expulsão mais impactante da carreira de Totti é a das oitavas de final da Copa do Mundo de 2002, contra a Coreia do Sul, quando o italiano foi derrubado na grande área. Em vez de marcar o pênalti, o árbitro Byron Moreno deu o segundo cartão amarelo e o tirou de campo. A Fifa admitiu o erro, depois de alguns dias. Moreno seria preso em 2011.

  36. Entre pontapés, cuspes, carrinhos e reclamações, não é raro que Totti saia de campo com algum cartão. Foram 122 amarelos e 15 vermelhos, segundo a Gazzetta dello Sport. Hoje, ele vive a fase mais light da carreira.

  37. Perdi a virgindade aos 12. Ela tinha 17”. Não, essa não estava no livro de piadas lançado por Totti...

  38. Filho mais velho do capitão, Cristian Totti tem 10 anos e é capitão do time infantil da Roma. Joga com a camisa 10, obviamente. As outras crias do casal Totti-Blasi são as garotas Chanel e Isabel.

  39. Fora o futebol, Totti é fã de basquete. Em dezembro de 2009, vestiu a camisa da Lottomatica Roma, time da cidade, num evento beneficente que confrontou Itália e Resto do Mundo numa partida de dois tempos. Antes do intervalo, os jogadores de futebol se enfrentavam no basquete; depois, os atletas do basquete jogavam futsal. Totti marcou dois pontos. O ex-lateral John Arne Riise, amigo próximo do capitão, terminou como cestinha, com 13 pontos.

  40. Messi: “Ele é o futebol, que fenômeno”. Cristiano Ronaldo: “Totti é impressionante”. Ibrahimovic: “Totti é como eu, não deve demonstrar mais nada a ninguém”. Alex Ferguson: “Sem dúvida, é o melhor jogador da história italiana”. Pelé: “Totti é o Pelé italiano. É o jogador italiano mais conhecido no mundo”. Maradona: “É o melhor jogador do mundo. Me convence mais que Zidane e Beckham, faz as coisas difíceis ficarem simples, faz o time jogar bem”.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário